Caminhos do Sertão

Caminhos do Sertão


Passagem que liga lugares
Por onde se pode ir,
Muita gente chama de estrada,
Não é fácil discernir;
Pode ser vereda, rua ou via;
Mas como se trata de poesia,
Eu prefiro definir.

Vou chamar de caminho,
Ignorando a semelhança;
Imagem que fica na mente,
Deixa em nós a esperança,
Pra recordar com prazer
O que é difícil de esquecer;
Do Pajeú é só lembrança.

Espinhos e pedras todos têm;
Na caatinga não é diferente;
Cactos e seixos na trilha
Do bioma é decorrente;
Umbuzeiro dá sombra e fruto;
Recupera a energia, matuto!
Eita sertão imponente!

Me desculpe se contrariei
O amigo que ignora
As maravilhas do sertão,
Nas rimas que eu fiz agora;
Falar bem da terra da gente,
Valorizar, ser persistente,
Só faz bem e revigora.

Sertão do Pajeú, PE – Brasil
2017 © Elias Oliveira

Compartilhe este conteúdo