Tabira – Curral do Gado


Tabira – Curral do Gado

Eu vou retratar agora
O cotidiano sertanejo;
Utilizando a fotografia
Como meio de manejo;
Vou usar, também, a poesia,
Pra mostrar com alegria,
Sempre foi o meu desejo.

Mostrar a rotina de um lugar
Bem pertinho de Afogados;
Toda quarta acontece,
exceção aos feriados;
Curral do Gado, em Tabira.
Que maravilha!
Trabalhadores abençoados.

Gente boa de comércio
Pra comprar, vender e trocar;
Boi, bode e galinha,
Caminhões a descarregar:
Pra expor tudo na feira:
Cavalo, porco e ovelha
Pra poder negociar.

E pra terminar, um lembrete:
Não é só obrigação
Mostrar o que é nosso
Com satisfação;
Valorizar o nordestino,
Disso não me obstino,
Pajeú do meu sertão.

Compartilhe este conteúdo